Marco de Canaveses: PSD confirma Maria Amélia Ferreira como candidata às próximas eleições autárquicas [C/AUDIO]

MariaAmeliaFerreira_2021.03.12

A independente Maria Amélia Ferreira é a candidata do Partido Social Democrata (PSD) à presidência da Câmara Municipal do Marco de Canaveses.

O nome da doutorada em medicina foi, esta sexta-feira, anunciado pela direção nacional do partido, como a aposta do PSD para reconquistar a presidência do Município, propondo-se “a melhorar os níveis de bem-estar dos Marcoenses depois de quatro anos de estagnação sob a presidência do PS”.

A atual provedora da Santa Casa da Misericórdia do Marco de Canaveses, foi diretora da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, tendo um vasto currículo em áreas da saúde, o que a levou a ser consultora para Saúde da Presidência da República no primeiro mandato de Marcelo Rebelo de Sousa.

Há poucos dias, recebeu também a condecoração com a Ordem de Mérito, que “destina-se a galardoar atos ou serviços meritórios praticados no exercício de quaisquer funções, públicas ou privadas, que revelem abnegação em favor da coletividade”.

Este reconhecimento do cumprimento do compromisso exercido ao serviço de Portugal, junto do mais alto representante da Nação, é assumido por Maria Amélia Ferreira “como uma das motivações” para esta candidatura, refere em comunicado.

“Aceitar o convite para me candidatar à presidência da Câmara foi uma decisão de vida, assumida em nome do desenvolvimento de um Concelho que, na última década, representou um desafio e missão, sobretudo enquanto provedora da Santa Casa da Misericórdia do Marco de Canaveses”, adianta.

Maria Amélia Ferreira quer, agora em funções autárquicas, continuar não só a “servir os que mais precisam na perspetiva da dignificação do desenvolvimento integrado dos indicadores de bem estar”, mas também “promover um salto qualitativo e quantitativo da economia local, cujo potencial é considerável e está desaproveitado”.

“O Marco é a minha terra de coração. É a minha terra de trabalho, privado e social. É a terra onde desenvolvi a solidariedade e o serviço aos outros. É a terra de desafio para criação de um modelo de vida sustentável para todos, num ambiente rural, economicamente frágil, mas com um potencial muito grande que advém sobretudo das suas Pessoas, ou seja, dos Marcoenses”, acrescenta.

A candidata, que tem trabalho desenvolvido localmente mas também pelo Mundo, quer trazer para o Marco de Canaveses a sua vasta experiência nacional e internacional na área social, da saúde e da gestão.

Propõe-se apresentar, nos próximos meses, não só um programa de desenvolvimento sustentável para o Concelho, mas também um verdeiro plano de apoio social e recuperação económica no pós-pandemia. “Quero e sinto que sei liderar estratégias e desafios em tempos adversos e penso que é isso que o Marco de Canaveses precisa”, sublinha.

A pandemia de COVID-19 e os desafios que se colocam às populações, do ponto de vista sanitário, social e económico, estão entre as principais motivações para aceitar o desafio.

“Para mim, esta crise, veio-me mostrar – como já dito por outros – que é preciso muito pouco para viver e dar felicidade aos outros. Vejo o excesso do que temos, que devemos identificar as nossas prioridades de vida e criar disponibilidade para servir a comunidade”, revela Maria Amélia Ferreira, perante a realidade que a pandemia veio colocar aos cidadãos.

“A situação de pandemia em que vivemos realça a nível mundial as desigualdades na sociedade, mas faz emergir a necessidade de intervir ativamente a nível local”, sublinha, lembrando que “não estou segura que a atual liderança política do Município do Marco de Canaveses o tenha sabido fazer em tempos prósperos. Mas tenho a certeza que é preciso fazer muito mais em tempos de crise, como os que temos pela frente”.

No mesmo comunicado é referido que o “PSD do Marco de Canaveses está entusiasmado com a disponibilidade de Maria Amélia Ferreira para encabeçar a lista do partido, como independente”.

“Estamos a construir uma equipa que há muitos anos o Marco de Canaveses merece”, afirma Francisco Sousa Vieira, presidente da Comissão Política Concelhia do partido.

“Mais do que olhar para trás, estamos empenhados no futuro, em contar com os melhores, mais competentes e mais experientes e por isso termos a Professora Maria Amélia Ferreira connosco é um excelente princípio”.

Franscisco Sousa Vieira considera que “a atual liderança política do concelho não serve os interesses dos Marcoenses”.

“Chegou a hora de termos alguém que faça muito mais do que propaganda e olhe, realmente, pelos que mais precisam e pela economia e emprego local, tendo por base os princípios de uma social-democracia moderna”, concluiu.

 


O anuncio de Rui Rio, presidente do PSD, da candidatura de Maria Amélia Ferreira