Marco de Canaveses: Ladrões levam 700 euros de assalto à sede do FC Vila Boa de Quires [C/AUDIO]

AssaltoVBQ01_2021.01.29

A sede do Futebol Clube de Vila Boa de Quires foi assaltada na madrugada de quarta para quinta-feira. Os ladrões levaram uma máquina de cortar relva e 700 euros em dinheiro.

José Teixeira, presidente do emblema de Marco de Canaveses, explicou que deixou as instalações do clube “às 18:00, de quarta-feira” e, na manhã seguinte, foi alertado “por um funcionário da junta de freguesia” para “uma janela partida e uma grade cortada e arrombada”.

Os assaltantes arrombaram portas e janelas, cortaram a rede de proteção e gradeamentos, partiram vidros, roubaram máquinas, dinheiro e revolveram o escritório.

“Levaram 700 euros, que era das inscrições das camadas jovens, que eu tinha lá para devolver aos atletas, já que não há competição. O dinheiro até estava bastante escondido, mas como eles atiraram toda a papelada para o chão acabaram por dar com o envelope, onde esse dinheiro estava depositado”, adiantou.


José Teixeira, que assumiu no inicio da temporada a presidência da equipa vilabonense, lamenta o sucedido, num ano já por si complicado, devido aos constrangimentos provocados pela pandemia da Covid-19.

AssaltoVBQ02_2021.01.29

“Eu entrei esta temporada, mas tem sido para esquecer. Normalmente, as receitas de todos os jogos dava para pagar a taxa de jogo à associação e ainda sobrava. Mas este ano, as receitas têm sido zero, e as despesas mensais mantêm-se, porque temos, por exemplo, de pagar a fisioterapeuta e ao treinador”, explica.


“Para nós, cada cêntimo é muito dinheiro. Tenho vindo a fazer uma gestão muito adequado ao ano em que estamos e, felizmente, houve alguns patrocinadores que nos ajudaram bastante para que possamos ter o clube sem dívidas nesta altura. O dinheiro que nos levaram era o que tínhamos para restituir aos atletas. Agora vou ter de o arranjar para o devolver, porque eles não vão ficar sem o dinheiro”, garantiu.

O caso foi entregue à GNR. José Teixeira fica aguardar “por alguém que possa dar uma pista” sobre o sucedido.

Recorde-se que este é o segundo incidente do género em equipamentos desportivos do concelho de Marco de Canaveses, em poucos dias. Na semana passada, o Estádio Municipal de Alpendorada foi alvo de atos de vandalismo. No ataque foram partidos os vidros das janelas situadas na fachada norte do edifício.