Baião: Homologado contrato-programa para requalificação do Pavilhão Multiusos [C/AUDIO]

CarlosMiguel_Baiao_2022.11.17

O Estado vai comparticipar a obra de requalificação do Pavilhão Multiusos Municipal de Baião. O contrato-programa foi homologado esta quarta-feira pelo Secretário de Estado da Administração Local e do Ordenamento do Território, Carlos Miguel.

O valor da candidatura, lançada em abril de 2022, é de 780 mil euros, financiada em 60% pela administração centra.

Na visita que fez ao equipamento desportivo municipal, e onde foi homologado o contrato-programa, o governante reconheceu que os arranjos desta infraestrutura “dificilmente” teriam cabimento em qualquer apoio comunitário.

“Se não fosse através de uma parceria com a administração central, seria muito difícil ao Município a expensas próprias conseguir fazer a intervenção”, salientou.

O equipamento apresenta debilidades desde a sua inauguração, em 2005, tendo sofrido diversas intervenções desde então.

“Acabamos por ter uma infraestrutura que, podendo ser boa, não serve para grande coisa, devido aos problemas estruturais. Com este apoio, a Câmara Municipal terá melhores condições para a recuperar e colocar ao serviço da população”, afirmou o secretário de Estado.


O valor da candidatura, apresentada pela autarquia baionense, em abril de 2022, deverá ser revisto em alta, em resultado do aumento que se tem vindo a verificar em várias matérias-primas e nas obras de construção civil.

Atento a essa necessidade, o secretário de Estado acabou por anunciar que, até ao final do ano, a Baião vão chegar 197 mil euros do Fundo de Solidariedade Municipal, verba que não foi distribuída em devido tempo.

“Na prática era um crédito que o município tinha sobre a administração central. Os responsáveis autárquicos saberão dar-lhe o melhor destino”, sustentou.


PauloPereira_2022.11.17

O pavilhão multiusos é um equipamento de grande relevo para a população, pelas diversas modalidades desportivas e culturais que ali se desenvolvem. A requalificação corresponde a uma necessidade há muito identificada.

“Hoje é um dia muito feliz para mim. Estamos aqui para o pontapé de saída para resolução de um problema de há muitos anos, e, por outro lado, porque permite-nos também que este espaço, que é lindíssimo, possa ter um uso pleno”, disse o autarca baionense.

Paulo Pereira reagiu, ainda, com satisfação ao anunciado pelo Secretário de Estado, Carlos Miguel, da devolução do montante de 197 mil euros do Fundo de Solidariedade Municipal, afirmando tratar-se de “um bom tónico”.


A celebração do contrato-programa decorrente da candidatura do município, vai permitir requalificar o pavilhão multiusos, numa intervenção de reparação e conservação ao nível da cobertura, das paredes exteriores, bem como dos espaços interiores que se encontram degradados, como pavimentos, paredes e tetos, ou a beneficiação da rede de drenagem de águas pluviais.

Estão previstos ainda melhoramentos ao nível das características de eficiência energética, térmicas e acústicas, transformando este equipamento num espaço mais sustentável e confortável para os utilizadores.

A obra deverá ser lançada a concurso no início do próximo ano.