Profissionais de saúde e bombeiros com entrada gratuita nos centros de interpretação da Rota do Românico

RotaRomanico_2020.08.06

A Rota do Românico anunciou que vai facultar a entrada gratuita aos seus dois centros de interpretação, até ao final do corrente ano, aos profissionais de saúde e bombeiros que operam nos 12 municípios do seu território de intervenção.

“Reconhecendo a dedicação, o esforço e os enormes sacrifícios pessoais e familiares a que foram submetidos médicos, enfermeiros e bombeiros, entre outros, durante a pandemia da Covid-19, que continuamos a viver, a Rota do Românico, enquanto ato simbólico de gratidão, abre-lhes as portas, mediante comprovativo, dos seus Centros de Interpretação do Românico (CIR), em Lousada, e da Escultura Românica (CIER), em Penafiel, até 31 de dezembro de 2020″, lê-se na nota enviada à comunicação social.

O CIR, aberto ao público no dia 27 de setembro de 2018, na vila de Lousada, funciona de terça a domingo, entre as 10:00 e as 13:00 e as 14:00-18:00.

O CIER, aberto no passado dia 25 de julho, na vila de Abragão, funciona de quinta-feira a domingo, no mesmo horário. Recorde-se que, até 30 de setembro, a entrada no CIER é livre para todos os visitantes.

A Rota do Românico é um projeto turístico-cultural que reúne, atualmente, 58 monumentos, distribuídos por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega (Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende), no Norte de Portugal.

As principais áreas de intervenção da Rota do Românico abrangem a investigação científica, a conservação do património, a dinamização cultural, a educação patrimonial e a promoção turística.