Penafiel: Marcha silenciosa em defesa do Rio Sousa [C/AUDIO]

RioSousa_2019.09.24

O Movimento Rio Sousa agendou para o dia 25 de setembro, às 18:00, uma marcha silenciosa, desde o Tribunal até ao edifício da Câmara Municipal de Penafiel. Em causa está o acentuado grau de poluição no rio Sousa.

O movimento, formado há cerca de dois meses, considera que nos concelhos da bacia hidrográfica do Rio Sousa a preservação ambiental tem sido, ao longo de anos, relegada para segundo plano e a qualidade de vida da população tem sido menosprezada.

“O rio Sousa tem sido repetidamente atacado por descargas poluentes não identificadas. Nós achamos que está na altura das entidades defenderem este curso de água. Este movimento popular e apartidário visa não o ataque a nenhuma entidade em específico, mas antes um pedido a todos os que possam ajudar a proteger o Rio Sousa”, explica Nuno Pires.

A escolha da cidade de Penafiel para esta ação simbólica deve-se ao facto de “o movimento ser constituído por penafidelenses, cidadãos maioritariamente originários da freguesia de Novelas. Os novelenses sabem o que acontece sempre que abrem a janela. O cheiro é nauseabundo”, enfatiza.

O grupo reconhece que o problema vai para além das fronteiras do concelho e mostra-se disponível para colaborar com outros concelhos ou freguesias, no combate à poluição e destruição dos ecossistemas.

“Independentemente de continuarmos a lutar pelo Rio Sousa, também queremos lutar pelos restantes rios do concelho, do distrito e do país. Defendemos a realização de ações de sensibilização junto da população, estando este movimento disponível para participar e ajudar no que for necessário”, conclui Nuno Pires.

No dia 25 de setembro, pelas 11:00, vai decorrer junto à Ponte de Novelas, em Penafiel, um encontro Intermunicipal pela Defesa do Rio Sousa.

A iniciativa que acontece no Dia Mundial dos Rios envolve a parceria dos Municípios de Penafiel, Felgueiras e Paredes.

 


Nuno Pires | Membro do Movimento Rio Sousa