Marco de Canaveses: Município garante vencimentos de colaboradores das Juntas de Freguesia [C/AUDIO]

JuntasMarco_2020.05.21

A Câmara Municipal de Marco de Canaveses vai pagar os vencimentos dos 111 colaboradores das Juntas de Freguesia que estiveram impossibilitados de trabalhar nas escolas durante o Estado de Emergência.

A autarquia garante os vencimentos de abril, maio e junho dos profissionais recrutados pelas Juntas de Freguesia, que neste período assumiram tarefas noutras áreas, nomeadamente, na vertente social e de apoio à comunidade.

“A nossa primeira preocupação foi tentar assegurar que aqueles que tinham a sua vida dependente de um salário da junta, não ficassem desempregados, porque isso iria piorar a situação familiar e económica de 111 agregados”, explica Cristina Vieira, Presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses.

Segundo a autarca, “estes trabalhadores não estiveram nas escolas, porque não havia alunos, mas prestaram apoio noutras tarefas nas freguesias e em instituições, e isso foi devidamente justificado”.


A decisão surgiu após uma reunião do Executivo Municipal com os presidentes de junta de freguesia, no passado dia 17 de abril, na qual deram conta da dificuldade financeira para cumprir os contratos celebrados.

“Logicamente que nós sabíamos que estando as juntas com poucos recursos, se tivessem de pagar estes salários iriam ficar numa situação financeira difícil, para fazer face a outras exigências”, conclui.


O montante do investimento do Município ascende a cerca de 207 mil euros.