Marco de Canaveses: Alerta para risco elevado de incêndio obriga a medidas preventivas [C/AUDIO]

Incendios_2019.03.27

O País está em alerta amarelo até domingo devido ao risco elevado de incêndio por causas da temperaturas altas e do vento forte.

O despacho assinado na terça-feira pelos Ministro da Administração Interna e da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, determinou a passagem do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais ao Estado de Alerta Especial em todos os distritos.

A situação de alerta entrou em vigor às 00:00 de hoje e irá manter-se até às 23:59, do próximo domingo.Neste período está proibida a realização de queimadas, de queimas de sobrantes de explorações agrícolas e florestais, e de ações de gestão de combustível com recurso à utilização de fogo.

No concelho de Marco de Canaveses foram tomadas várias medidas excepcionais, a título preventivo, e ativado o plano operacional de incêndios florestais.

A Marcoense FM ouviu o Comandante do Serviço Municipal da Proteção Civil de Marco de Canaveses, Nelson Guimarães, acerca do estado de alerta e das medidas a ter em conta neste período.


Face ao agravamento do risco de incêndio florestal, previsto para os próximos dias, a Guarda Nacional Republicana (GNR), a partir de hoje e até ao dia 31 de março, reforça o patrulhamento terrestre em todo o território continental, no intuito de prevenir incêndios florestais.

Para este efeito, a GNR, através das suas valências de Proteção da Natureza e Ambiente, territorial, investigação criminal, bem como do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS), intensifica a vigilância das zonas de maior risco de incêndios.

O governo informou que vai acompanhar em permanência o evoluir da situação operacional e apela aos cidadãos para adequarem os seus comportamentos ao quadro meteorológico.