FUTSAL: ARCA sofre “apagão coletivo” em Carvalheiras [C/AUDIO]

Futsal_2018.12.04

“Um apagão coletivo”. É desta forma que Emanuel Moreira, treinador da ARCA, justifica a derrota sofrida no reduto do Carvalheiras, por 4-2, no encontro referente à 22ª jornada da fase regular da Divisão de Honra da Associação de Futebol do Porto (AFP), em futsal.

O clube de Alpendorada voltou a evidenciar dificuldades fora de portas. Esta época, em 10 jogos na condição de visitante, apenas conquistou uma vitória e três empates. Averbou seis derrotas. Mas, desta vez, em Carvalheiras, nem a exibição se salvou.

“É uma derrota merecida. Num jogo de 50 minutos, só estivemos em campo 15. Seria muito difícil conseguirmos outro resultado. Além do resultado, foi a pior exibição da segunda volta do campeonato”, admite Emanuel Moreira.


“Temos de refletir sobre o que aconteceu, o porquê deste apagão coletivo. Não foi apenas um jogador a falhar, falhamos todos e isso refletiu-se no resultado final”, assume.

A quatro jornadas do final da fase regular, a ARCA permanece na penúltima posição da tabela, com 17 pontos, mas menos um jogo.

Na próxima ronda, a equipa marcoense recebe o Arcozelo. Partida agendada para sábado, às 19:00.