FUTEBOL: Sorteio da Taça dita deslocação do Benfica a Paredes [C/AUDIO]

Paredes_2020.10.23

O União de Paredes vai receber o Benfica na 3ª eliminatória da Taça de Portugal em futebol, ditou o sorteio realizado, na quinta-feira, na Cidade do Futebol, em Oeiras.

A equipa que milita no Campeonato de Portugal (CdP) vai ter pela frente o atual líder da I Liga, a 22 de novembro.

O presidente do Paredes, Pedro Silva, confessa que “é uma grande satisfação defrontar um clube da dimensão do Benfica”, mas ao mesmo tempo admite “um sentimento agridoce” face ao impedimento de contar com adeptos nas bancadas, devido à atual situação pandémica.

“É um motivo de grande felicidade termos essa possibilidade, mas como é evidente é um sentimento agridoce porque, em princípio, o jogo será feito sem público. Isso deixa-nos um sabor amargo, porque era um momento excelente para podermos fazer receita. Infelizmente, vivemos uma fase difícil e temos de aceitar”, diz.


“A cidade de Paredes tem uma das maiores casas do Benfica do país e, com certeza, iríamos ter muitos adeptos do Benfica, assim como muitos unionistas e muitos paredenses, e a receita iria ser fantástica. Tendo em consideração o momento que vivemos, seria uma ajuda extremamente importante para o clube”, lamenta.

Seja como for, Pedro Silva sublinha que a receção do Paredes ao Benfica será um momento “importante, para o clube, para a cidade e para o concelho”.

O líder do emblema paredense acredita que não será necessário “transferir” a partida para um estádio vizinho, de maior dimensão, mesmo que venha a ser alvo de transmissão televisiva.

“Ainda não falei com a minha direção sobre essa questão, mas temos todas as condições para o jogo se efetuar na Cidade Desportiva. Dentro do atual contexto, não faz sentido ser de outra forma”, adiantou.


Este será o segundo jogo do historial entre Benfica e Paredes. Em 1985 as duas equipas defrontaram-se no Estádio 25 de Abril, em Penafiel, nos quartos de final da Taça de Portugal. Os encarnados levaram a melhor por 3-0, com golos de Manniche, Wando e Nené, todos na primeira parte.

Nas duas eliminatórias anteriores, a formação orientada por Eurico Couto afastou Castro Daire (1-0) e São Martinho (1-2).

Na série C do CdP, o Paredes ocupa o nono lugar da tabela, com três pontos somados em outros tantos jogos. Pedro Silva vinca que “o objetivo do clube é o campeonato”. Por isso, até ao jogo com o Benfica, a equipa vai concentrar-se nas partidas com União da Madeira (no domingo), Gondomar e Coimbrões.

Para além do Paredes há mais três equipas da região ainda a disputar a Taça de Portugal. O Paços de Ferreira desloca-se a Oliveira de Azeméis, para defrontar a Oliveirense da II Liga.

O FC Penafiel, no Estádio 25 de Abril, vai medir forças com o Marítimo da I Liga.

O FC Felgueiras também poderá enfrentar um adversário do primeiro escalão, no caso, o Tondela. Mas para tal, terá de vencer na receção ao Valadares-Gaia, na próxima quarta-feira, às 15:00, no jogo em atraso da 2ª eliminatória.