FUTEBOL: Presidente do Marco considera “viável” retoma da Divisão de Elite AF Porto [C/AUDIO]

Marco_2018.08.10

O presidente do Marco-09 acredita que “é viável” a retoma da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto (AFP) com a realização de jornadas duplas semanais. Eduardo Felipe defende uma fórmula que já foi adotada para acertar calendário antes da suspensão do campeonato, devido ao novo confinamento.

O regresso do principal campeonato da AF Porto continua a ser um enorme ponto de interrogação para os clubes. Nos bastidores tem-se falado com insistência na possibilidade da prova arrancar em abril e terminar em junho, com a realização de dois jogos por semana, ao domingo e há quarta-feira.

O presidente do Marco-09 considera que esta hipótese “é viável”, mas assume que as equipas necessitarão de “plantéis extensos com, pelo menos, dois jogadores por posição” de forma a gerir o desgaste provocado pela realização dos 20 jogos em falta em apenas três meses.

Eduardo Felipe reconhece que é uma solução que exigirá um enorme esforço a “jogadores amadores”, mas lembra que “não será novidade” para as equipas, que já foram submetidas a um cenário idêntico “em novembro e dezembro”, antes de ter sido decretada nova paragem da competição


“Os clubes vão ter de se adaptar, mas não será novidade porque em novembro e dezembro jogamos desta forma. Portanto, se nessa altura jogaram estão perfeitamente adaptados e preparados para fazerem isso novamente em abril, maio e junho”, defende.

A conclusão do campeonato no final da primeira volta “é uma hipótese” que o presidente do Marco-09 não descarta, mas considera que “não tem fundamento” optar por esta solução.

“Eu acho que essa é uma possibilidade que não tem fundamento. Os casos de Covid-19 estão a baixar e em abril, provavelmente, será o mês em que tudo voltará a uma certa normalidade e a números idênticos ao do inicio de época. Por isso, não vejo razão para o campeonato acabar de imediato, nem para se fazer apenas três jogos”, diz.


Aliás, Eduardo Felipe é da opinião de que retomar o campeonato para apenas concluir a primeira metade da temporada “seria prejudicial para os clubes e para atletas”.

“Os jogadores estarem parados quase três meses e voltar para só realizarem três jogos não tem qualquer fundamento. Faltam 20 jornadas. Se jogarmos ás quartas e domingos são cerca de dois meses e meio de competição. Acho que isso é completamente viável”, sublinhou.

A pensar precisamente no regresso do campeonato, o Marco-09 assegurou dois reforços para o plantel orientado por José Oliveira, tendo contratado os avançados Juan Leite (ex-Condeixa) e Agustín Guerra (ex-Vilar Perdizes).

Aquando da paralisação da Divisão de Elite da AF Porto, o Marco-09 ocupava o quinto lugar da tabela, com 25 pontos, a dois de distância de um lugar de acesso ao ‘play-off’ de promoção.