FUTEBOL: Lousada escolhe Marcos Nunes para retirar clube do fundo da tabela [C/AUDIO]

MarcosNunes01_2021.01.11

Marcos Nunes é o novo treinador do Lousada, penúltimo classificado da Divisão de Elite da Associação de Futebol no Porto (AFP). O técnico, de 40 anos, sucede a Patrick Canto, que se demitiu do cargo na última quarta-feira, após a goleada sofrida, em casa, diante do Aliança de Gandra (0-5).

Marcos Nunes, que deixou o Vilarinho no final de 2020, vitima dos maus resultados, é o escolhido da direção rubro-negra para tentar retirar o clube da situação aflitiva em que se encontra na tabela.

O técnico confessou que não conseguiu resistir ao convite que lhe foi endereçado, depois de lhe ter sido apresentado “o projeto e os objetivos para o futuro”.


“Decidi aceitar porque senti da parte da direção do Lousada uma grande vontade em que eu orientasse a equipa, mas também porque sinto que vou ser capaz de tirar o clube desta situação, porque tem um bom plantel, tem condições de fazer inveja a muitos clubes profissionais e é um clube histórico”, explicou.

“Se calhar, para mim, seria mais cómodo esperar por um clube com mais pontos e que estivesse noutra situação, mas gostei da forma como fui abordado e da forma como insistiram para que representasse o Lousada”, acrescentou.

Nesta altura, o Lousada soma apenas oito pontos e está a seis de distância da linha d’água. Em 13 jogos disputados venceu em duas ocasiões, a última das quais no domingo, em Gens, por 1-0. No banco, a orientar os rubronegros, esteve Valter Miranda, homem da casa que passará a integrar a equipa técnica liderada por Marcos Nunes, assim como Gil Cardoso.

O novo treinador do Lousada considera que “é preciso ganhar nove ou dez jogos” para salvar o clube da descida de divisão.

“Vamos tentar, animicamente, fazer perceber aos jogadores que têm qualidade e depois começar a ganhar jogos rapidamente. Só assim será possível retirar o Lousada desta situação. Estou convencido de que vamos dar uma boa resposta”, confessou.


Ainda assim, Marcos Nunes reconhece que para tirar o Lousada do fundo da tabela será necessário reforçar o plantel em posições que, nesta altura, estão deficitárias.

“Por exemplo, neste momento não temos nenhum defesa-direito. Teremos de fazer um ajuste ou outro e perceber como é que o grupo está. Quem está comprometido com este difícil projeto e depois, a partir daí, tomar decisões. Isso será muito importante”, revelou.


Marcos Nunes, que tem no currículo a conquista de uma Taça AFP, estreia-se como timoneiro do Lousada já esta quarta-feira, na receção ao Sousense, no encontro em atraso da 10ª jornada da Divisão de Elite. A partida está agendada para as 21:00.