FUTEBOL: Arlindo Gomes eleito para orientar Rebordosa na nova época [C/AUDIO]

ArlindoGomes_2019.01.02

Arlindo Gomes é o treinador escolhido para orientar o Rebordosa na temporada 2020/2021. A direção do clube do concelho de Paredes aposta no experiente técnico, de 47 anos, para comandar a equipa principal na Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto (AFP).

Arlindo Gomes confessa que será “um desafio aliciante” liderar o Rebordosa na época que se avizinha.

“Pelo historial que tem, não só nesta divisão, como em escalões superiores, é sempre um clube apetecível, com boa organização, sempre com grupos interessantes, com muita gente a acompanhar e muito cumpridor naquilo que são os seus compromissos”, refere.

A chegado ao clube azul é o concretizar de um “namoro antigo”, depois de ter sido abordado para ocupar o cargo em duas ocasiões anteriores.


“A primeira vez estava em Cinfães, mas naquela altura não foi possível, por tudo o que envolvia o projeto com quem tinha um compromisso. Depois quando saí do Valadares houve também uma possibilidade muito forte. Finalmente concretiza-se este namoro antigo. Espero que seja a altura certa”, revela.

Arlindo Gomes fixa como obetivo para a nova temporada “lutar pelos lugares cimeiros da tabela” numa prova que antevê “ainda mais competitiva”. “Há muitos jogadores do Campeonato de Portugal (CdP) que, neste momento, preferem jogar na Divisão de Elite, o que vai trazer ainda mais qualidade à competição”, considera.

A criação da III Liga em 2021/2022 deverá abrir portas para a subida ao CdP de diversas equipas da AF Porto. Podem mesmo ser promovidos cinco clubes em cada uma das duas séries da Elite. Se assim for, o Rebordosa não quer desperdiçar a oportunidade.


“Sinceramente não partimos com essa expetativa. Mas se, eventualmente, isso vier a acontecer, naturalmente que o Rebordosa é um dos candidatos a ficar nos cinco primeiros lugares”, assume.

“Mas para já estamos é focados em construir um plantel competitivo para um campeonato que, por aquilo que nos vamos apercebendo, vai ser ainda mais interessante. Há muito entusiasmo, muitas equipas a fazer boas contratações e a falar com atletas de escalões superiores”, sublinha.

O Rebordosa “vai continuar a apostar numa base forte do plantel da época passada”. Arlindo Gomes recorda que o clube realizou excelentes campanhas em anos anteriores e, por isso, “não faria sentido fazer uma grande remodelação”.

“Renovamos com uma parte significativa de atletas que já estavam no plantel. Naturalmente, detetamos que havia setores que necessitavam de ser reforçados e estamos a contratar um conjunto de jogadores experientes e ambiciosos para este projeto”, adianta.


“Também queremos potenciar os atletas de formação, de forma a prepará-los para esta nova realidade, que é diferente e exigente”, acrescenta.

O treinador sucede a Tonanha no banco do emblema do concelho de Paredes. Tiago Leal ainda assumiu a equipa na reta final da época anterior, mas não chegou a estrear-se devido à pandemia da Covid-19.

Arlindo Gomes representou o Vila Meã na época passada, tendo sido substituído por Zamorano, em fevereiro. Anteriormente, o técnico, natural de Penafiel, orientou Amarante, Cinfães e Valadares.

A restante equipa técnica do Rebordosa é constituída por Raúl Rocha (treinador-adjunto), Paulo Silva (Preparador Físico) e Pedro Santos (técnico de guarda-redes).

 


Peça Rádio | Reportagem de Luís Miguel Nogueira