DESPORTO: Quarteto marcoense chamado às seleções jovens de andebol feminino (C/ AUDIO)

QuartetoARCA_2017.11.16

Quatro atletas da Associação Recreativa e Cultural de Alpendorada (ARCA) foram chamadas a representar as seleções jovens nacionais de andebol feminino.

Maria Inês Pereira, Cristiana Vieira e Catarina Mota integram o lote de 16 convocadas da seleção de juniores B que vai disputar, entre 23 e 26 de novembro, o Torneio Scandibérico, em Lund, na Suécia.

Na competição, para além de Portugal, participam ainda Espanha, Noruega e a anfitriã Suécia.

“É um torneio de alto nível, com uma realidade completamente diferente do que, normalmente, se encontra em Portugal”, explica Carlos Caria, responsável por todo o andebol do emblema do concelho de Marco de Canaveses.

A ARCA é o clube que mais jogadoras cede à equipa das quinas, motivo de “orgulho enorme” para o dirigente. “É sinal do trabalho de muitos anos, que agora se está a refletir”, vinca.

“A convocatória vem no seguimento da conquista do europeu da categoria, prova na qual as três jogadoras estiveram presentes”, recorda.


A seleção de juniores B portuguesa realizará o primeiro jogo no Torneio Scandibérico no dia 24 (sexta-feira), frente à equipa da casa, seguindo-se a Noruega, no dia 25 (sábado). O último embate de Portugal está marcado para o dia 26 (domingo), ante a Espanha.

Antes da viagem para Lund, na Suécia, as 16 atletas convocadas por Carlos Pires vão realizar um curto estágio de preparação em Almada, nos dias 22 e 23 de novembro.

Entretanto, Sara Brás está entre as eleitas da selecionadora nacional de juniores A, Ana Seabra, para o estágio do respetivo escalão, que vai decorrer em Figueira de Castelo Rodrigo, entre 22 e 24 de novembro.

Nos dias 25 e 26, a equipa das quinas realizará, em Bejar – Salamanca, dois desafios de carácter amigável frente à Espanha. Os jogos servem de preparação para a fase de qualificação para o Campeonato do Mundo de sub-20, que se vai disputar em Março do próximo ano.

Carlos Caria lembra que a universal da ARCA “é um atleta que ao longo dos anos tem sido chamada, muito justamente, aos trabalhos da seleção nacional”, porque “é uma atleta muito empenhada, dedicada e trabalhadora”.


Sara Brás é a única atleta do coletivo de Alpendorada convocada para os trabalhos da seleção júnior A de andebol feminino.