Cinfães: Município avança para a criação de Observatório da Natureza de Marcelim

ObservatorioMarcelim_2020.03.09

A Câmara Municipal de Cinfães vai avançar com a criação do Observatório da Natureza de Marcelim, na freguesia de Tendais. A obra foi lançada a concurso pelo valor base de €254.191,00 e vai nascer num ponto estratégico do território, próximo à Capela da Nossa Senhora dos Milagres, a partir do qual é possível observar as cordilheiras montanhosas esculpidas pelos rios Douro e Bestança.

O projeto contempla a execução de um observatório superior, com vista sobre o vale do rio Bestança e um observatório inferior, com vista sobre a foz do rio Bestança e o vale do rio Douro. O espaço será ainda dotado de uma praça de receção, um anfiteatro e uma praça de festas, vocacionada para a realização de pequenos eventos, bem como uma zona de estadia e lazer. A intervenção prevê também a criação de uma zona de estacionamento e a instalação de WC público.

Além do Observatório de Marcelim, a autarquia anunciou a criação mais observatórios, noutros pontos do Montemuro, nomeadamente, no lugar de Aveloso, também na freguesia de Tendais, em Nespereira, na Senhora do Castelo e nas Portas do Montemuro, na União de Freguesias de Alhões, Bustelo, Gralheira e Ramires.

Para o autarca Armando Mourisco, estes locais serão promotores de uma maior dinâmica turística, frisando que a criação destes observatórios se enquadra na estratégia de promoção da serra de Montemuro.

“A nossa aposta tem passado pela valorização de todo o Montemuro, a par das nossas frentes ribeirinhas, porque acreditamos que criando atratividade e promovendo o nosso território, conseguiremos alavancar ainda mais o turismo e, consequentemente, o desenvolvimento da nossa Terra e a melhoria da vida dos Cinfanenses”, conclui o presidente do Município de Cinfães.