Baião: Município vai receber participantes de Encontro (EIBEA)

EIBEA_2019.06.11O município de Baião associou-se à organização do I Encontro Iberoamericano de Estudos do Antropoceno (EIBEA). Na quinta-feira, recebe os participantes para uma visita ao concelho.

O I Encontro Iberoamericano de Estudos do Antropoceno , organizado pelo Centro de Ética, Política e Sociedade, está a decorrer na Universidade do Minho, em Braga, de 11 a 13 de junho.

O EIBEA pretende constituir uma ocasião para estudiosos provenientes das Ciências da Terra, das Ciências Sociais e das Humanidades cruzarem as suas distintas abordagens e construírem um fecundo diálogo interdisciplinar sobre a problemática do Antropoceno, no qual o efeito mais visível são as alterações climáticas com as consequências que daí advêm.

O EIBEA projeta vir a funcionar como uma “zona de intercâmbio” regular para os Estudos do Antropoceno, reunindo anualmente alguns dos maiores especialistas em áreas como alterações climáticas, segurança alimentar, desafios tecnológicos, smart cities, governança de territórios, entre outros.

O conceito de “Antropoceno” foi proposto, em 2000, pelo Nobel da química holandês (pelos seus trabalhos sobre a camada de ozono) Paul Crutzen e por Eugene Stoermer para designar a entrada num novo capítulo da história do nosso planeta, caraterizado pela capacidade do ser humano em intervir e alterar o ecossistema Terra.

Os oradores principais são Manuel Arias Maldonado (Universidade de Málaga), figura destacada a debater as consequências éticas e políticas do Antropoceno, bem como Orfeu Bertolami e Frederico Francisco (ambos da Universidade do Porto), que têm analisado o desenvolvimento de ferramentas matemáticas preditivas do modo como as atividades humanas perturbam o equilíbrio do sistema terrestre.