Baião: Município participa na Festa da Reconquista de Vigo [C/AUDIO]

MunicipioBaiao_2024.04.02

O Município de Baião vai participar, de 5 a 7 de abril, na Festa da Reconquista de Vigo com uma promoção de produtos locais, da cultura e dos eventos que irão ter lugar no concelho.

 

A presença no certame, que vai decorrer no Centro Cultural de Camões, enquadra-se na “estratégia de divulgação e internacionalização do território junto de mercados de proximidade”, disse José Lima, vereador com o pelouro dos assuntos económicos da autarquia baionense.

“Ao longo dos últimos anos, eles têm vindo a fazer uma grande festa que reúne algumas centenas de milhar de pessoas, e o nosso concelho tem sido convidado. Já lá estivemos em conjunto com outras entidades, mas desta vez vamos estar sozinhos. Iremos divulgar a nossa gastronomia, as pessoas e o que Baião tem de melhor para apresentar ao mundo”, salientou.


A Galiza é um dos locais privilegiados para a promoção do concelho de Baião, mas o município tem procurado, ao longo dos tempos, outros mercados para promover o seu território.

“Em 2026 entendemos que tínhamos de chegar àquele que era o principal mercado de proximidade, mais concretamente o Porto.  Desde então conseguimos trazer as pessoas até nós. No final do ano passado estivemos em Cormeille en Parisis (França) e mais recentemente em Valladolid (Espanha) a tentar perceber como é que eles promovem os vinhos”, referiu.


A Reconquista de Vigo está classificada como de Interesse Turístico Nacional, e celebra o dia (28 de março de 1809) em que um levantamento popular conseguiu expulsar os franceses e fez com que Vigo fosse a primeira localidade da Europa a conseguir expulsar o exército de Napoleão de uma praça conquistada. A recompensa chegou um ano depois, Fernando VII outorgou a Vigo o título de cidade “fiel, leal e corajosa”.

Desde então, Vigo celebra anualmente a sua Reconquista. A zona histórica transforma-se num enorme mercado do século XIX ao ar livre, no qual em qualquer esquina se encontra franceses a lutar contra vigueses e pessoas mascaradas de soldados, pescadores e camponeses. As ruas enfeitadas ao estilo da época convidam a uma verdadeira viagem ao passado, e promovem um salutar e divertido convívio inter-geracional.