Baião: Município aposta na substituição de luminárias

Luminarias_2019.11.20

A Câmara Municipal de Baião vai proceder, até meados de 2020, à substituição de 7452 luminárias tradicionais por LEDS.

A substituição do material vai permitir à autarquia poupar até 60% na fatura da eletricidade que, em 2018, ascendeu a 458 mil euros. Além da poupança na fatura, esta medida também tornará Baião num concelho mais amigo do ambiente.

A intervenção tem por base uma candidatura ao Programa Operacional Regional do Norte – Norte 2020, inserida no objetivo temático que visa apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono de todos os setores, e conta com um investimento total de 1.306.958,75€, financiado em 95% por fundos comunitários através de uma subvenção reembolsável.

Tratando-se de uma subvenção reembolsável, o município irá ter que devolver 95% da verba comparticipada no prazo de 7 anos após a substituição das luminárias: 2 anos de carência após a conclusão dos trabalhos e 5 anos de pagamentos, divididos em 9 prestações.

Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião, explica que “graças à poupança que vai ser possível alcançar pela diminuição do consumo de energia elétrica, é expectável que, ao longo de 7 anos, a redução de custos permita financiar uma boa parte da verba a reembolsar pelo Município no âmbito da candidatura. Após os 7 anos iniciais, o Município passa a gerir toda a verba poupada durante a vida útil dos equipamentos”.

O procedimento de concurso para a execução destes trabalhos já foi iniciado e encontra-se em fase de análise de propostas. A operação tem como finalidade a melhoria das condições de luminosidade no sistema de iluminação pública e a identificação de oportunidades para otimizar o desempenho energético. Pretende-se reduzir o consumo energético, potencializar a racionalização dos consumos energéticos e redução de gases com efeito de estufa.

A substituição da iluminação vai, ainda, promover a redução em 63,3% de CO2 que é enviado para a atmosfera a partir de Baião, com impacto positivo na diminuição do efeito de estufa.

Para Henrique Ribeiro, vereador que tutela o pelouro do Ambiente da Câmara Municipal de Baião, esta troca das tradicionais lâmpadas pela tecnologia de ponta vai permitir “reduzir a fatura mensal, enquanto permite, também, diminuir os custos de manutenção e assegurar uma longa vida útil das luminárias”, diz.

Paulo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Baião, ciente da importância de se reduzir, ainda mais, a pegada ecológica que Baião deixa no planeta tornando o concelho ainda mais amigo do ambiente, sublinha que “pese embora Baião já tenha uma saldo positivo em relação às emissões de carbono, fruto da sua mancha florestal, é de sublinhar a relevância desta medida para o objetivo mais abrangente de cumprimento das metas europeias e nacionais de redução das emissões de gases com efeito de estufa, permitindo responder à necessidade de adaptação da sociedade às alterações climáticas e melhorando a eficiência energética. No futuro poderemos, até, pensar em ligar mais luminárias pelo concelho e estender os períodos de iluminação, o que neste momento não é possível”, diz.

Recorde-se que a Câmara Municipal de Baião começou em 2014 a investir na eficiência energética, remodelando a rede de iluminação pública, quer seja no interior como no exterior de edifícios públicos: em 2014 implementou a tecnologia nos Pavilhões Desportivos e Piscinas, e, em finais de 2015, promoveu a substituição de 626 luminárias por tecnologia led em várias freguesias do concelho, alargamento este que tem continuado em parceria com a EDP.