Amarante: Associação Empresarial de Vila Meã organiza conferência sobre a Linha do Douro (C/ AUDIO)

VilaMea_Estacao_2017.10.26
A Associação Empresarial de Vila Meã organiza no dia 11 de novembro, a conferência “Por Mais Comboios”. A iniciativa vem na sequência da interrupção das obras de modernização da Linha do Douro entre Caíde e Marco de Canaveses.

As expetativas e desafios da obra para as freguesias, vilas e cidades envolventes à Linha do Douro é o mote principal desta conferência, que pretende esclarecer o comércio, empresas e população da região acerca do andamento do processo relativo à empreitada.

“Esta Linha do Douro foi inaugurada a 30 de julho de 1875 e quando ela estava a ser construída foi chamada de caminho de ferro impossível. Infelizmente, esta é uma designação atual porque as obras estão paradas e as ligações não são feitas. Está a ficar impossível”, diz o presidente da Associação Empresarial de Vila Meã, Geraldino Oliveira.

A Infraestruturas de Portugal está a desenvolver a reformulação do projeto para posterior relançamento de uma empreitada com carácter urgente. Está também já em curso o projeto da RIV (Renovação Integral da Via) do mesmo troço tendo em vista a sua execução, numa empreitada única, em simultâneo com a conclusão dos trabalhos nos túneis e da eletrificação.

Segundo o dirigente, “há informação de que ambos os projetos estarão concluídos durante o mês de outubro, prevendo-se que o processo de contratação do novo empreiteiro possa ser lançado no início do mês de novembro”.

Enquanto isso, “a obra está parada e os comboios estão a parar em Caíde. Em Vila Meã nós temos que saber com que horários vamos poder contar, e ainda se é só para ver o comboio passar e com ele as oportunidades”, acrescentou.

Na conferência está prevista a presença de técnicos da Câmara Municipal de Amarante e da Infraestruturas de Portugal. A iniciativa vai decorrer no Cine-Teatro Raimundo de Magalhães, no dia 11 de novembro, pelas 10:00.

 


Geraldino Oliveira | Presidente da Associação Empresarial de Vila Meã